E a Primavera chegou!

Porque hoje começa a Primavera, uma época que faz com que a Aradhana se sinta especialmente feliz, porque a seguir vem a estação preferida dela… o Verão, resolvi partilhar mais momentos bonitos passados no Alma Portuguesa…

 

Porque a vida e a felicidade se fazem pelas pequenas coisas que a compõem, tal como a beleza de um canteiro de flores se faz com as flores mais simples, mesmo que pelo meio apareçam ervas daninhas que em nada lhes retira a beleza e o perfume.

 

O Bardus Langsdorff que todos já conhecem e é um magnífico trovador, continua, para além da amizade e consideração que, aos poucos, vai manifestando a todos, a deliciar-nos com a sua poesia que, alegremente, partilha.

 

As noites têm sido muito animadas e um dia destes, numa mesa redonda, até se falaram de coisas sérias! Isto está a prometer e a Aradhana sente-se como peixe em água… límpida!

 

Aromântica Lua...
A romântica Lua…

Sendo a Lua uma fonte de inspiração a poetas de ambos os sexos, não escapou, a Lua do Alma Portuguesa, à veia poética do trovador e, mereceu,  um momento muito especial que foi a leitura do soneto que lhe era dedicado, lido pela voz do já nosso conhecido Luís Gaspar.  

 À Lua Sweetwater  

Sonhador como sou, fui contemplar,

À noite o Firmamento, e vi que a Lua,

Com inveja de ti, foi-se ocultar,

Ao ver a tua luz, maior que a sua

 

Deixei de ter as noites de Luar,

Que a Lua envergonhada assim recua;

Mas sendo mais brilhante o teu olhar,

O seu fulgor minha alma apazigua.

 

É porque a argêntea luz, que a Lua espelha,

Do Sol é tão-somente uma centelha,

Mesmo nas noites de Luar mais belas!

 

Mas no teu doce olhar, enternecido,

Eu vejo intensamente reflectido

O cintilar de todas as Estrelas!

Um momento muito especial, muito apreciado por todos e, em especial pela Lua Sweetwater, uma menina doce e linda, também ela poetisa de alma e coração.

 Aquela noite não se ficou por aqui já que o declamador de serviço, a pedido do trovador, tornou a ler outro poema, mas desta vez,  dedicado à Aradhana…

O declamador de serviço...Luisgaspar Gazov...
O declamador de serviço…Luisgaspar Gazov…

Diamante

A “Menina Marota”, eu pressentia,

Que tinha um coração de diamante;

Não por ser duro, como a gema fria,

Mas só por cintilar como um brilhante.

 

“Menina Eternamente”, quem diria,

Se havia de tornar tão fascinante,

Que na minha alma se alojava, um dia,

Sem a poder esquecer, um só instante!

 

Romântica, gentil, voz sedutora,

Anseio conhecê-la, e por agora,

Eu vou acalentando este meu sonho!

 

Porque o poeta tem esta vantagem

De poder construir, de uma miragem,

O seu mundo irreal, mas que é risonho!

 

Foi um deleite! Ouvir a magnifica voz do Gazov ler um poema que, emocionou de tal forma a Aradhana, que nem lhe ocorriam palavras para agradecer!

 

Parece-me que o aproximar da Primavera, aproximou também todos aqueles que se regozijam com as belas noites passadas no Alma, apesar de algumas ausências muitos notadas ultimamente, sendo uma delas a do nosso querido Tpglourenco Forcella sempre tão ocupado e apressado, que já nem se lembra de ir cumprimentar os amigos como era habitual nele!

 

E têm sido assim as noites… bonitas, alegres e divertidas, como se costuma dizer… na paz dos anjos!

 

(Ah… uma novidade… agora, marcamos, também, encontro no Facebook… por isso compreendo a ausência de alguns! eheheh)

A Aradhana recebendo a Primavera, com os seus gatitos...
A Aradhana recebendo a Primavera, com os seus gatitos…

Uma excelente Primavera para todos!

Anúncios

2 pensamentos sobre “E a Primavera chegou!

  1. força Aradhana!!!!
    Que os teus “posts” são de bom-gosto, de sensibilidade, de cultura. Sabe bem esta brisa fresca afastando para longe brincadeiras de garotos serôdios que raiam a boçalidade e que, de vez em quando, infelizmente, vemos acontecer no SL.
    força Aradhana!!!!
    força Aradhana!!!!
    força Aradhana!!!!

  2. Obrigada, Luís Gaspar!

    Quatro anos de Amizade verdadeira une-nos e a tua força e apreciação é mais um motivo para continuar em frente, indiferente aos ventos maus, que por vezes se fazem sentir.

    Um grande beijo 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s