Porque renovar é preciso e parar é morrer…

A Aradhana tem andado tão empolgada com a modificação do seu refúgio que nem tem dado atenção a este blogue e ainda mais porque tem partido para novas paragens em busca de lugares exóticos…

Rumo ao desconhecido...
Rumo ao desconhecido…

Claro que nestas mudanças contou, mais uma vez, com a preciosa ajuda da Marina Xi que, incansável, para além de lhe facultar mais área, (uma aspiração que a Aradhana mal pousou os olhos na ilha, desejou) e a ajudou a transformar aquele espaço num local aprazível de parque, onde espera juntar os Amigos que com ela partilham o SL.

Um novo espaço...
Um novo espaço…

As novidades são muitas, especialmente a criação de um espaço com objectivos já na forja mas que, futuramente, se revelarão…

Praia da Aradhana...
Praia da Aradhana…

 

O tubarão vigilante
O tubarão vigilante

 

Momento de leitura com os seus... gatos
Momento de leitura com os seus… gatos

 

O recanto dos pássaros...
O recanto dos pássaros…

 

a ver o mar...
a ver o mar…

 

Anda uma gaivota na biblioteca. Será que gosta de poesia?
Anda uma gaivota na biblioteca. Será que gosta de poesia?

 

e outra que veio espreitar...
e outra que veio espreitar…

Ficam as imagens e, ainda, o agradecimento aos que tornaram possíveis estas modificações com ajudas interligadas, para além da Marina Xi que já referi, a Lizie Bashly e o Salvador Kidd.

 

Obrigada a todos.

Anúncios

12 pensamentos sobre “Porque renovar é preciso e parar é morrer…

  1. Ai que inveja aliada a um “crash down” do meu PC principal obriga-me a ficar deprimido porque não posso visitar esse local. No entanto estou a fazer os possíveis para que a “machine” fique pronta ainda hoje para poder apreciar melhor essas imagens… :mrgreen:

    Um beijinho grande 🙂

  2. Lugar lindissimo e aprasível. Muito mesmo. Senti-me bastante lisonjeado pela visita ao teu espaço 🙂 O espaço é lindíssimo, abrilhantado pela tua encantadora presença 🙂 Jorge Alderton

  3. Pois é Jorge mas quando me visitaste ainda não existia nada disto… olha que memória tens! eheh 😉 agora está muito mais bonito, no meu entender, claro! E mais airoso, apesar de que também gostava daquele tipo de “bosque” que tinha inicialmente… porque a natureza, mesmo que virtual é maravilhosa!

    Parece-me que há grande planos para o local novo, por isso é só esperar… com paciência, claro! 😉

  4. eheheh não tenhas inveja Electro… isto é tudo virtual e tudo o que é vurtual esfuma-se com um “crash”…
    Espero que já tenhas o pc arranjado…

    Grata pela visita 😉

  5. Uma sugestão da minha parte. Como ambientalista que sou, e como muitas vezes o SL é um espaço de causas, iria sugerir incluires no teu bosque Lobos Ibéricos (quase extintos), Linces Ibéricos (reintroduzidos novamente) e até raposas. Já que se fala de natureza, falemos também do equilíbrio cinegético que se quebrou e agora se paga a factura de destruição de culturas agrícolas por parte de herbívoros e até javalis que proliferam a seu belo prazer. Jorge Alderton

  6. lindo espaço cheio de inspiração como a bela sereia que o criou:) que mesmo virtual seja um refugio dos teus sonhos

  7. Quantos aos Lobos, Jorge eles já por lá andam… não os vejo, mas ouço-os a uivar todas as noites… 😉
    Os linces ibéricos… pois esses são mais difíceis de ter aqui, porque teriam que ter um bom stock de coelhinhos e eu não admito carnificinas no meu terreno, para além de que não tem matagal suficiente para procurarem refúgio, especialmente a fugir dos caçadores furtivos.
    Quanto à raposa… pois… aí se calhar vais ter sorte… está para “nascer” aqui uma… a gestação não está completa, mas que vai nascer… vai!

    Mas sabes… podias lançar um projecto teu no Second Life e alertares a comunidade toda… se calhar chamaria mais a atenção do que a minha “humilde casa” que só poucos conhecem!

    Que tal a ideia?
    😉

  8. Luinha! Que bela surpresa, a tua presença aqui!
    Só falta agora teres um tempinho para me visitares mesmo!
    Espero lá por ti!
    Beijinhos 😉

  9. Parabéns por essa casa extra no teu terreno. É um excelente lugar para proceder aos ensaios do espectáculo de declamação que o Estúdio Raposa está a programar. Sei que deste à casa o nome de “Casa da Raposa” em homenagem ao estúdio. Obrigado pelo gesto que muito sensibilizou o “papagaio” de serviço.

  10. Ainda bem, Aradhana que resolveste dedicar um cantinho ao “nosso” estúdio raposa. Sou admirador do Luís Gaspar, e com tristeza minha tenho-me visto privado do seu convívio 😦 Pode ser que agora volte(mos) a ter esse prazer. Aqueles que realmente gostam de cultura e Lusofonia 🙂

  11. Obrigada por teres aceite que desse o nome da Raposa ao meu humilde local Luís Gaspar, que se encontra exactamente para partilhar momentos lúdicos ou somente de amena cavaqueira a quem por lá quiser aparecer e ainda porque é uma forma de homenagear um espaço o Estúdio Raposa que muito tem contribuído pela divulgação de Poetas e poesia, para além de autores anónimos que viram a sua poesia dignamente representada.

    Será um privilégio ser útil, mais não seja nos ensaios dos futuros espectáculos que acredito, se irão decerto concretizar, aliás considero que já estão até a demorar tempo demais.

    Beijinho 😉

  12. Pois é Jorge, já somos dois admiradores do Luís Gaspar mas muitos mais acredito que haja no Second Life!

    E todos os que se quiserem juntar neste espaço de confraternização e partilha, serão bem vindos.

    Um abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s