O refúgio da Aradhana

Finalmente pronto! 🙂

A Aradhana andou muito atarefada com a instalação do seu refúgio.

espreitando

Finalmente, deu por concluída a tarefa.
Verdade se diga que contou com a ajuda da Marina Xi a incansável proprietária do terreno que escolheu para se instalar e de quem já falei anteriormente, mais abaixo, num texto intitulado “Mulheres Second Life”.
Um local lindo e muito inspirador como podem constatar pelas imagens.

secondlife-postcard2

E lá anda a Aradhana nas suas marotices. Ou a fazer ginastica para manter a forma, quem sabe… 😉

brncar.jpg

secondlife-postcard3

Num momento relaxante de leitura enquanto o seu pássaro favorito, o beija-flor, circula por ali…

Snapshot_001.png

parque

No parque circulam dois simpáticos “vizinhos” que só não lhe saltam para o colo porque a Aradhana não deixa. 🙂

-no parque

baloiço1

Um paraíso perdido numa ilha de vizinhos silenciosos.  A música, a cascata e os pássaros, são os sons que quebram o silêncio. Uma maravilha!

ao luar

Ao luar,  a Aradhana dá asas ao pensamento e vagueia nas palavras. Como gosta.

secondlife-postcard1

“…

No turbilhão da Vida, tal como o mar se me oferece diário, recolho toda a essência que paira dentro de mim.

A calma e a rebeldia andam de mãos dadas, fazendo parte de um conjunto que  aceito, como parte integrante de mim mesma.

Uma onda de emoção percorre-me, quando recordo as pessoas que passaram pela minha vida. Todas levaram um pouco de mim, deixaram também um pouco de si e deixaram marcas profundas, algumas invisíveis, mas que mesmo assim foram importantes para mim.

A indiferença é um sentimento que não cabe na minha alma rebelde que se comove vezes sem conta que se dá de forma plena sem nada esperar em troca.

É nesse mar de emoção, que são as relações humanas, que se produzem os mais diversos sentimentos.  Sendo, a amizade e o respeito a palavra-chave, no meu entender.
…”

Algures no tempo, a pessoa por detrás da Aradhana escreveu estas palavras.

secondlife-postcard_

…Vou-te contar o tal segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos…
O essencial é invisível para os olhos – repetiu o principezinho, para nunca mais se esquecer.
Foi o tempo que tu perdeste com a tua rosa que tornou a tua rosa tão importante.
…” (pequeno excerto de “O Principezinho”)

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s