A dançar regresso.

1 - ARADHANA festa ANDREA BOCELLI.png

Quase três anos depois, estou de volta.
Sentar-me em frente ao écran sentindo uma irrealidade quase real onde o barulho do mundo não faz eco, traz-me uma sensação onde tudo e nada é possível.
Ouvir vozes, música, risos na solidão de uma casa enorme onde só o canário Pipoca e o canito Sting fazem eco dos seus sons traz-me um conforto inimaginável no lidar do dia.
Gosto de solidão, é verdade.
O sossego e conforto da minha casa dá-me uma paz interior que me faz esquecer que existe um mundo lá fora.
Um mundo real cada vez mais difícil onde o ruído das notícias e de tudo o que o ser humano faz a outrem me faz doer a alma.
A Aradhana tem o seu mundo próprio. De imaginação. Onde tudo é possível: desde dançar no ar a voar sobre as águas agitadas do mar. Onde não há guerras, nem políticos, nem incêndios, nem maldade.
Um mundo virtual onde nada nos toca. Nada nos fere.
São estas as imagens do meu regresso. O espaço é de bom gosto e de boa música pertença do grupo *MADaboutDANCE*_CLUB onde a Dj Sophia Bandler nos alegra e faz rodopiar nas músicas que escolhe.
Volto às letras que gosto e da satisfação de as partilhar.
Bom dia!

2 Mad about Dance _Co. HOME, Noxious (241, 76, 3503) -

Snapshot_002.jpg

E a Aradhana volta a dançar.

Anúncios

Sessão Fotográfica

A Sofia Ishelwood foi a culpada da grande transformação da Aradhana. As imagens falam por si. Já a noite ia alta quando terminou a sessão. O meu agradecimento à Sofia pela arte e pela paciência pela minha inexperiência.